Recapitulando:

 

O objetivo deste texto é dar ao aluno algumas ideias que devem ser levadas em consideração ao se iniciar a intervenção em casos de dor lombar.

  1. Ao final do texto uma explanação sobre o que é dor mecânica e uma sucinta explicação da filosofia adota no yoga, thai yoga e até mesmo em métodos de terapia manual ocidental como o método Mckenzie para reverter o quadro álgico e restabelecer a função.  

  2. Aprendemos dois conceitos importantes: deficiência e incapacidade em dor mecânica.

  3. Existem exames específicos que serão discutidos neste canal e nas aulas do curso avançado que possibilitam uma intervenção com melhores resultados e explicação ao paciente da forma que iremos abordar o problema do mesmo.

  4. A história do paciente nos fornece dados importantes para termos uma noção daquilo que iremos abordar durante o tratamento, onde ele sente dor e o que gera a dor.

  5. O primeiro passo a se fazer é a coleta dos dados o que no ambiente clínico chamamos de anamnese. Se desejar baixe o modelo de Ficha de Anamnese disposta neste ambiente virtual.

Em um paciente com dor lombar é preciso verificar se a mesma ocorre somente na

região lombar, na perna ou na lombar e perna. A história da queixa é importante

para o terapeuta e fornece dados que orientam a intervenção adotada. Todo

diagnóstico e tratamento inicia pela história contada pelo paciente, questioná-lo

permite formar conceitos, principalmente em relação a anatomia envolvida.

Após a coleta dos dados (anamnese), exames específicos são realizados, e

quando feitos de forma adequada identificam a estrutura envolvida e indicam

o tecido afetado, revelando a base mecânica das queixas. Os exames e testes

são feitos observando a expressão facial, a postura, as atitudes, a forma do paciente se mover e o tom da voz. Aspectos estes que por vezes revelam a manifestação de dor.

A dor é o principal relato dos sintomas lombares, por isso é importante determinar através da história pesquisada os fatores que a desencadeiam, identificando após a coleta dos relatos os pontos nocicpetivos.  Ao partir para os exames físicos, objetivamos compreender a deficiência e estabelecer quais são as incapacidade que ela causa, para assim traçar uma estratégia de intervenção terapêutica que possa diminuir ou cessar o processo de dor e deficiência encontrado, restaurando a execução das atividades diárias, como caminhar, trabalhar, dormir, levantar, sentar entre outras sem a percepção de dor.

Deficiência, segundo a Organização Mundial da Saúde é qualquer perda ou anormalidade da função psicológica, fisiológica ou da estrutura anatômica. Incapacidade é essencialmente aquilo que o paciente não pode fazer ou faz com dor.

Configura assim a deficiência como algo identificado através de sinais objetivos, como a alteração das curvas da coluna determinada pela avaliação e medição do terapeuta. A incapacidade é um dado coletado percebendo-se aquilo que o paciente deixa de realizar ou realiza de forma comprometida devido dor.

A maioria das queixas de dores lombares é de origem "mecânica", ou seja, é provocada por uma posição ou um movimento aplicado nos músculos e articulações. Determinar quais são os movimentos que acarretam dor e os grupos musculares afetados, constituem uma base para a avaliação do terapeuta em thai yoga massagem, a fim de manipular o tecido muscular acometido, relaxando-o e “soltando-o” para facilitar o alongamento, que é basicamente realizado no sentido inverso ao movimento que provoca a dor, aliviando o quadro álgico e restaurando assim a função.

 

:: Dor lombar – Iniciando a intervenção com a thai yoga massagem

Dor Lombar – Aula 01

por Diego Carlos Marquete

© 2011 -  DIEGO CARLOS MARQUETE - Todos os direitos reservados.
É permitida a reprodução de conteúdos deste site desde que seja citado a fonte e o autor.

SIGA-NOS:

  • YouTube
  • Instagram
  • w-facebook
  • Twitter Clean