A dor visceral tem origem nos órgãos internos advinda de situações como

inflamações, infecções, perturbações da motibilidade dos órgãos, alterações

no suporte sanguíneo e nos neurotransmissores além de reações químicas.

Este tipo de dor indica um desequilíbrio da função dos órgãos, podendo ser

reversível ou em outros quadros associada a questões de maior preocupação

como doenças de gravidade que oferecem risco à vida.

A dor visceral geralmente é tida por classificação como uma dor difusa e mal

localizada. Além da relação com tensão ou distensão nos órgãos ela também pode

ser desencadeada por processos emocionais como crises de ansiedade e preocupação.

Órgãos como estômago, fígado, vesícula biliar costumam estar associados à ansiedade,

irritabilidade, preocupações e outras emoções que fazem com que as vísceras entrem

em funcionamento, contrações e liberação de substâncias desnecessariamente. Exemplo comum é o estômago. Diante de um estresse, a descarga de neurotransmissores ativa o órgão, que libera ácidos por acreditar que a tensão direcionada a ele, por meio de contrações, se deve a algum alimento que está sendo processado. Porém, sem alimento o ácido liberado é absorvido nas paredes do estômago, irritando as mesmas, gerando processos inflamatórios, gastrite e em casos mais graves úlceras.

Além destas situações a dor visceral pode não ser evocada pela víscera e ter relação com as raízes torácicas que inervam o abdômen.

:: Dor - A dor de origem visceral

Dor – Aula 08

por Diego Carlos Marquete

Recapitulando:

A dor de origem visceral pode estar associada a inflamações, infeccções e motilidade.

Motilidade é a capacidade de o órgão executar seu movimento fisiológico.

As emoções afetam os órgãos por desencadear contrações nos mesmos.

Órgãos como o estômago liberam ácido para decompor os alimentos. Caso não tenha alimento este ácido agride a parede do estômago desencadeando dor e disfunção.

© 2011 -  DIEGO CARLOS MARQUETE - Todos os direitos reservados.
É permitida a reprodução de conteúdos deste site desde que seja citado a fonte e o autor.

SIGA-NOS:

  • Instagram
  • w-facebook
  • Twitter Clean