A oração na thai massagem



Precisamos estar bem físico e mentalmente para podermos auxiliar os demais, este é um conceito do budismo theravada, colocado seguidamente pelo mestre Tich Nhat Hanh em seus livros. Muitos são os mestres que afirmam que a nossa capacidade de amar o outro, depende intimamente da capacidade de amarmos a nós mesmos e podemos acrescentar que nossa capacidade de ajudar quem tocamos a encontrar o estado de equilíbrio e livre fluxo de energia interna, é dependente de um fluxo de energia interna ótimo em nosso corpo.

O povoamento do sudeste asiático por povos vindos da Índia, antes mesmo da chegada do povo thai, influenciou a medicina tradicional tailandesa com conhecimentos da cultura indiana, do ayurveda e do yoga.

O yoga nos ensina que a energia vital, prana, ou lom pran como é denominada na Tailândia, flui por 72 mil canais de energia, manifestando-se nas cinco camadas que constituem o nosso corpo, sendo elas: corpo físico (annamaya), formado pelos ossos, músculos, fáscia, tendões, ligamentos, nervos; corpo energético (pranamaya), relacionado sobretudo à respiração; corpo mental (manamaya), caracterizado pelos pensamentos e emoções; corpo de sabedoria (vijnanamaya), adquirida em nossa caminhada espiritual nesta e em outras vidas e o corpo da bem-aventurança (anandamaya), um estado interior inabalável de contentamento.

Nutrir os cinco corpos, que representam a nossa existência, é um desafio e um trabalho essencial para a saúde do terapeuta em thai massagem. Possível através de atitudes recomendadas pela sabedoria oriental tais como a escolha de alimentos nutritivos e adequados para cada biótipo, prática de exercícios físicos e respiratórios, contato com a natureza, relaxamento, cultivo de pensamentos e emoções positivas, diálogos construtivos, relacionamentos interpessoais saudáveis, leitura de textos, oração, meditação, amuletos e mantras.

A prática da oração e da meditação é diária na Tailândia e assim deveria ser também por todos aqueles que seguem o caminho da terapia manual tailandesa.

Não se ora apenas para Doutor Shivago e para Buda, mas também para os antepassados e para todos aqueles que possam estar necessitando. A oração é universal. Quando chego à minha casa na Tailândia, minha mãe tailandesa não permite que eu vá dormir sem antes ir ao quarto onde mantém um altar, com fotos e imagens e, preste meu respeito a eles em alguns minutos de oração.

Crentes no poder dos espíritos, o tailandês acredita que caso não prestarmos respeito as deidades, espíritos e antepassados, podemos adoecer e até mesmo afetar os que convivem conosco, fisicamente, mentalmente, espiritualmente e energeticamente. Esta crença está relacionada a um dos ramos da medicina tailandesa, a medicina oculta.

Apesar de inúmeras orações na língua tai existirem, o monge superior do centro de meditação em que estive, aconselhou criar a minha própria oração, seguindo minha cultura e minhas crenças, expressando a partir do coração, de forma espiritual mais do que religiosa.

Além da prática da oração, utilizar amuletos sagrados é tido como proteção e fortalecimento da energia sutil. Muitos deles trazem a imagem de importantes monges já falecidos, com orações e mantras gravadas no verso.

88 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2011 -  DIEGO CARLOS MARQUETE - Todos os direitos reservados.
É permitida a reprodução de conteúdos deste site desde que seja citado a fonte e o autor.

SIGA-NOS:

  • YouTube
  • Instagram
  • w-facebook
  • Twitter Clean