top of page

Não apenas faça thai massagem, mas seja thai massagem

por Diego Marquete


Quando eu era mais jovem, resolvi num certo dia, procurar conhecer um terapeuta indiano que tinha grande fama na cidade em que eu morava. Fui até ele para ouvir o que ele tinha a dizer e aconselhar. A casa dele ficava afastada do centro da cidade, em um local úmido e frio rodeado por araucárias, arvores altas, com pinhas que caídas ao chão, decoravam o gramado em frente a residência. Para chegar até a casa, uma estrada de chão com casas esparsas ao longo do caminho, todas com chaminés, exalando o cheiro de madeira que queimava para aquecer os que nelas moravam.

Meu amigo indiano me recebeu à porta de sua casa vestindo uma túnica branca e ao redor do pescoço uma echarpe com detalhes laranja. O chá quente nos aguardava em uma sala com lareira. Eu tinha perguntas ansiosas, as quais surgiam todas ao mesmo tempo, dificultando a minha capacidade de ouvir. Mas ele disse algo que eu ouviria outras tantas vezes. Defina o seu caminho. Você pode aprender muitas técnicas, mas se dedique a uma. Quando você dominar está técnica, você não fará mais ela, você será ela.

Aquilo soou especial. Eu seguia muitos caminhos na época, estudando diferentes culturas médicas, mas quando sai à porta, uma ideia foi instigando minha mente, definir o caminho principal. Aquele foi o conselho que me empurrou para um voo à Tailândia e dali então, a um mergulho no imenso mar de conhecimento da medicina tradicional tailandesa para me fundir com suas águas.

Descobri que, através da prática constante, vamos deixando de apenas fazer ou aplicar manobras e vamos nos tornando a própria técnica. Tenho dito isto a anos e esta crença guia minha escolha de professores e até mesmo de colegas de trabalho.

É como na meditação. Quando uma pessoa inicia a prática da meditação, ela à busca pois precisa acalmar a sua mente. Ela então aprende a concentração para iniciar, muitas vezes observando a própria respiração. Pode parecer um pouco difícil ao princípio, mas depois, a meditação se torna simples e ele adquire uma mente que chega ao estado meditativo rapidamente, desfrutando dos benefícios do silêncio. As pessoas ao redor dela passam a dizer, ela é uma pessoa calma, uma pessoa meditativa. Aquilo que ela buscava, se tornou uno com ela.

Na thai massagem é parecido. Primeiro aprendemos manobras que parecem difícil. As aplicamos com muita atenção, tentando relembrar cada detalhe. Nossa mente fica confusa, diante de tanta informação, “mão aqui, pé ali”. Com o tempo, estes detalhes vão sendo assimilados e se tornam naturais, as manobras parecem então mais simples e a nossa mente não precisa mais de tanto esforço para aplicar a técnica. Quando atingimos isto, não apenas fazemos thai massagem, mas somos a própria técnica. Qualquer pessoa que nos observar dirá que parece uma meditação enquanto nos movemos e manipulamos nosso interagente, dirá que somos a própria thai massagem em sua essência.

Fundir-se àquilo que fazemos e amamos requer tempo, dedicação, doação, atenção plena, paciência, compreensão, mas quando nos tornamos o que praticamos, tudo se torna mais leve. O terapeuta, uno com sua terapia, consegue perceber pelo toque o que o corpo de quem toca necessita e já não pensa nos pontos e nas manobras que irá aplicar, ele simplesmente aplica.

173 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

留言


bottom of page