Jivaka, o pai da medicina tailandesa

Atualizado: Mai 21

por Diego Carlos Marquete

Estudar thai massagem nos faz viajar para uma terra e um período distante. Pesquisar a história acerca da origem e evolução, além das informações técnicas sobre a terapia manual tailandesa nos remete à Índia em seus tempos mais longínquos, nos leva a era de Buda e nos traz à mente, a imaginação das pegadas trilhadas pelo primeiro grupo de monges budistas, os denominados bhikkhus, além de nos apresentar mosteiros, guerras, reinos, santos e heróis.

O mito, a religião, a ciência, o senso comum, a filosofia e a arte constituem os principais pilares do conhecimento humano e a terapia manual tailandesa se desenvolveu agregando a ela cada um destes tópicos. A Índia, território de grande espiritualidade e riqueza histórica, país, berço do hinduísmo, budismo, siquismo e jainismo, doutrinas filosófico-religiosas que possuem grande número de adeptos e figuram entre as principais crenças do mundo, terra de Buda, Gandhi, Tagore e outros sábios, influenciou a medicina tailandesa antes mesmo da formação do império Thai, através da ciência médica do Ayurveda e do budismo.

Também da Índia, a figura de um médico ancestral é reverenciada com grande respeito na Tailândia. Foi durante o período do Rei Bimbisara, que uma criança nasceu em Rajgir numa manhã do período chuvoso. Abandonada pela mãe e adota pelo filho do rei, príncipe Abhaya recebeu o nome de Jivaka Komarabhaccha que quer dizer, “erguido pelo príncipe”. 

Ele estudou a medicina indiana em Taxila, na época uma cidade do estado indiano de Gandara, importante centro de aprendizado védico e atualmente uma cidade do Paquistão situada trinta quilômetros da cosmopolita Islamabad.

Jivaka tornou-se o médico mais renomado da Índia e no seu retorno à cidade natal, conheceu um monge que reunia diversos seguidores ao seu redor e atendia pelo nome de Gautama, o Buda. O médico tornou-se amigo e cuidador do monge e de sua comunidade e seus conhecimentos e história foram levados à Tailândia pelos primeiros monges budistas que lá chegaram, enviados por volta do século 3 a.C. pelo imperador Ashoka, para ensinar o budismo pela Ásia, segundo textos do budismo Theravada.

A imagem de Jivaka é presente hoje nas escolas e espaços terapêuticos por toda Tailândia, aonde também atende pelo nome de Shivago. Considerado o pai da medicina tailandesa, o conhecimento vindo da Índia através dos monges e que influenciaram a medicina local, sobre teorias e naturopatia, são a ele creditados e para o qual mantras são entoados diariamente, prévios aos atendimentos e aulas. Om Namo Jivaka Kumarabachacca Pujaya (3x)

© 2011 -  DIEGO CARLOS MARQUETE - Todos os direitos reservados.
É permitida a reprodução de conteúdos deste site desde que seja citado a fonte e o autor.

SIGA-NOS:

  • YouTube
  • Instagram
  • w-facebook
  • Twitter Clean